Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Judô

Confirmando o que já havia informado dia 22, comecei hoje minhas aulas de judô. Buscando equilíbrio, caí, me joguei ou fui jogado ao tatame umas 200 vezes. Estou preocupado com uma costela aqui do lado direito, mas creio estar tudo dentro do previsível para situações como essa. Um Professor de Administração me colocou nas mãos a seleta fácil de os cem melhores poemas brasileiros do século. Fico espantado  com  a indústria: livros assim vendem muito. E até reconheço suas contribuições. O problema, pra mim, é que a obviedade me irrita demais. Pra mim, salvou porque se lembrou de Ana C. Como se vê, o judô ainda não fez seus efeitos esperados, além das dores iniciais.

0 comentários:

Postar um comentário