Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 28 de novembro de 2010

BARTHES, 2 - Os 3 níveis de descrição: função, ação, narração.

“T. Todorov, retomando a distinção dos formalistas russos, propõe trabalhar sobre dois grandes níveis, por sua vez subdivididos: a história (o argumento), compreendendo uma lógica das ações e uma 'sintaxe' dos personagens, e o 'discurso', compreendendo os tempos, os aspectos e os modos da narrativa (…) Muitas tentativas ainda serão necessárias antes de se poder assegurar os níveis da narrativa. Estas que se vão propor aqui constituem um perfil provisório, cuja vantagem é ainda quase exclusivamente didática: permitem situar e grupar os problemas, sem estar em desacordo, crê-se, com algumas análises já realizadas. Propõe-se distinguir na obra narrativa três níveis de descrição: o nível das 'funções' (no sentido que esta palavra tem em Propp e em Bremond), o nível das 'ações' (no sentido que esta palavra tem em Greimas quando fala dos personagens como actantes) e o nível da 'narração' (que é, grosso modo, o nível do 'discurso' em Todorov)”, R. Barthes, em Análise estrutural da narrativa, p.25-26.

0 comentários:

Postar um comentário