Ocorreu um erro neste gadget

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Anotações de leituras 3: Manon Lescaut




Espaço
Rouen, Amiens, Chaillot, Luxemburgo, Grève, Chatêlet, Paris... Informe incidental, nenhum lugar, ambiente ou espaço é descrito diretamente. Apenas de forma oblíqua há referências a esses nomes de lugares. O quarto de Des Grieux em Amiens, as estalagens, as ruas, Saint-Sulpice, o Hospital, Saint Lazare, o que é informado deles é apenas o que serve ao desenrolar da ação narrada. Não há cores, nem clima, nem relevos ou texturas no ambiente. As paixões e as redes da trama estão suspensas nas falas dos narradores, como se, num confessionário, fosse possível a terceiros saber o teor da confissão. Abafado pela preocupação com os costumes, não há lugar para o espaço em Manon Lescaut. Mesmo o tempo está aprisionado na fala confessional.

0 comentários:

Postar um comentário