Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Ceia

REI: Vamos, Hamlet, onde está Polônio?

HAMLET: Numa ceia.

REI: Numa ceia? Onde?

HAMLET: Não onde come, mas onde é comido. Uma certa convocação de vermes políticos está ainda agora a atacá-lo. O verme é o único imperador da dieta: cevamos todas as outras criaturas para que nos engordem, e cevamos a nós mesmos para as larvas. O rei gordo e o mendigo esquelético não são mais que variedade de cardápio - dois pratos, para a mesma mesa. Esse é o fim.

REI: Que pena! Que pena!

HAMLET: Um homem qualquer pode pescar com o verme que engoliu um rei, e depois comer o peixe que engoliu o verme.

REI: Que queres dizer com isso?

HAMLET: Nada, a não ser mostrar como um rei pode passar em cortejo pelas tripas de um mendigo.

W.Shakespeare, Hamlet, Ato IV, Cena 3.

0 comentários:

Postar um comentário